09

Autor: Jay Parikh

A internet pode oferecer oportunidades e experiências que mudam a vida das pessoas, mas ainda existem 4 bilhões de pessoas sem acesso à rede, o que representa 60% da população mundial. Desse total, 1.6 bilhão das pessoas sem conexão moram em lugares remotos, sem acesso à rede de banda larga móvel, onde implementar tecnologias existentes é tão desafiador e caro que demoraria anos para garantir internet à um custo acessível. Como parte do nosso comprometimento com o Internet.org, nós formamos o Facebook Connectivity Lab para desenvolver novas tecnologias – incluindo aviões, satélites e sistemas de comunicação wireless – para ajudar as pessoas a resolver esses desafios mais rapidamente.

Hoje, o Connectivity Lab anunciou um marco no trabalho: o primeiro teste completo do Aquila, nosso avião não tripulado de alta altitude. O Aquila é movido a energia solar e pode levar internet economicamente acessível para centenas de milhões de pessoas, nos lugares mais difíceis de alcançar do planeta. Quando completo, o Aquila será capaz de circular por uma região de mais de 96 kms de diâmetro, garantindo conectividade em uma altitude de mais de 60 mil pés usando comunicação a laser e sistema de ondas milimétricas. O Aquila foi desenhado para ser hiper eficiente, para voar até três meses por vez. A aeronave tem uma envergadura de um avião comercial, mas consome apenas 5 mil watts de energia em velocidade de cruzeiro – o equivalente a um secador de cabelo ou um microondas.

05
Nós voamos com uma versão com escala de 1/5 do Aquila por diversos meses, mas essa foi a primeira vez que voamos com uma versão do tamanho original. Esse voo teste foi programado para verificar o nosso modelo operacional e design da aeronave. Para checar a capacidade completa do design do Aquila, vamos testá-lo até o limite em uma série de testes nos próximos meses e anos. Falhas são esperadas, algumas vezes até planejadas e aprendemos cada vez mais quanto mais o levamos até o limite.

Esse foi o primeiro teste funcional de baixa altitude e tivemos tanto sucesso que acabamos voando o Aquila por mais de 90 minutos – três vezes mais do que o planejado originalmente. Nós conseguimos verificar diversos modelos de performance e componentes, incluindo aerodinâmica, baterias, controles de sistema e treinamento de equipe. Nos nossos próximos voos, vamos fazer o Aquila voar mais rápido, mais longe e mais alto. Eventualmente, ele irá voar a mais de 60 mil pés. Cada teste irá nos ajudar a aprender e nos mover mais rápido em direção ao nosso objetivo.

06
Estamos empolgados com este primeiro voo bem-sucedido, mas ainda temos muito trabalho pela frente. Na verdade, para alcançar nosso objetivo de conseguir sobrevoar uma região remota e entregar conectividade durante até três meses de cada vez, nós precisaremos quebrar o recorde mundial de voo não tripulado movido por energia solar, que atualmente tem autonomia de duas semanas. Isso irá exigir significativos avanços em ciência e engenharia para ser alcançado. E também irá exigir que nós trabalhemos em conjunto com operadoras, governos e outros parceiros para implantar estas aeronaves nas regiões onde serão mais efetivas.

Mas acreditamos que este trabalho nunca foi tão importante. Novas tecnologias como o Aquila têm o potencial de trazer acesso, voz e oportunidade para bilhões de pessoas ao redor do mundo, e fazê-lo mais rápido e mais rentável do que jamais foi possível antes.