Por Andrew Bosworth, Vice presidente de plataforma e publicidade

À medida que cada vez mais conteúdo é transferido para a Internet, as experiências online melhoram drasticamente, tornando-se mais imersivas e intuitivas. No entanto, muitos anúncios digitais não têm acompanhado essa tendência. Todos já vimos vários anúncios de má qualidade: desde aqueles que ocultam o conteúdo que estamos tentando ler, ou que tentam melhorar a espera de carregamento, até os que tentam nos vender itens que não nos interessam. Os anúncios de má qualidade são importunos e fazem as pessoas perderem tempo. Por isso, estamos anunciando hoje algumas alterações para ajudar a resolver esse problema. Vamos ampliar as ferramentas que permitem que as pessoas controlem a sua experiência de publicidade no Facebook. Além disso, estamos atualizando nossa abordagem ao bloqueio de anúncios no Facebook.

O que as pessoas querem?
Nos últimos anos, temos buscado entender melhor o interesse das pessoas por anúncios online. Observamos que as pessoas não gostam de ver anúncios irrelevantes para elas ou que importunam ou interrompem a sua experiência. As pessoas também querem ter controle do tipo de anúncio que veem. Com base nestas observações, passamos a introduzir ferramentas para ajudar as pessoas a controlar a sua experiência, melhoramos a forma como determinamos quais anúncios apresentar e criarmos novos formatos de anúncio para complementar, e não desvalorizar, a experiência online das pessoas.

Aperfeiçoando o controle de anúncios
Estamos aproveitando nossos esforços recentes para facilitar a maneira como as pessoas gerenciam suas preferências de anúncios, facilitando a escolha do que é exibido ou não. Quem não quiser ver anúncios sobre determinado interesse, como viagens ou gatos, poderá remover o interesse das preferências de anúncios com alguns cliques. Observamos também que as pessoas não querem ver anúncios de empresas ou organizações que as adicionaram às suas listas de clientes e, por isso, estamos adicionando ferramentas que oferecem exatamente este controle. Essas melhorias foram desenhadas para oferecer às pessoas ainda mais controle sobre como os seus dados influenciam os anúncios que veem.

E os bloqueadores de anúncios?
Anúncios são conteúdos que fazem parte da experiência das pessoas no Facebook e quando são relevantes e bem feitos, podem ser úteis, ajudando a encontrar novos produtos e serviços, por exemplo, ou até apresentando novas experiências, como um anúncio que informa que a banda favorita de uma pessoa estará na cidade ou que informa sobre uma promoção incrível de uma companhia aérea para um destino tropical.

No entanto, nem todos os anúncios funcionam dessa maneira ou criam essa experiência, e muitas pessoas começaram a evitar determinados sites ou aplicativos para fugir dos anúncios, ou até passaram a usar software de bloqueio de anúncios para deixar de ver anúncios de má qualidade.

Até agora, essas têm sido as melhores opções para proteger a experiência das pessoas. Mas quando projetamos nossos formatos de anúncio, pensamos em seu desempenho e também nas ferramentas de controle para abordar os motivos pelos quais as pessoas passaram a recorrer a bloqueadores de anúncios. Quando perguntamos às pessoas por que elas usavam esse tipo de software, a principal resposta era para bloquear anúncios importunos e desagradáveis. Portanto oferecer controles mais efetivos que permitam ao usuário ter o controle dessa experiência, vai nos permitir começar a exibir anúncios no Facebook para desktop mesmo para aqueles que estão usando software de bloqueio de anúncios.

Depois que algumas empresas de bloqueadores passaram a aceitar dinheiro em troca da exibição de anúncios anteriormente bloqueados, o que é uma prática no mínimo confusa e que reduz os recursos necessários para apoiar o jornalismo e outros serviços gratuitos que apreciamos na Internet, estamos prontos para repensar seguirmos em frente. O Facebook é um dos primeiros serviços a efetivar tal mudança porque entendemos que os anúncios financiam a nossa missão de oferecer às pessoas o poder de compartilhar e de tornar o mundo mais aberto e conectado.

Não queremos pagar às empresas de bloqueio de anúncios para desbloquear os anúncios que exibimos em nossa plataforma, conforme algumas dessas empresas nos convidaram a fazer. E, ao contrário disso, estamos colocando o controle nas mãos das pessoas por meio da atualização das preferências de anúncios além de todos os nossos outros controles de publicidade.

Acreditamos que esses controles ampliados oferecem às pessoas uma melhor experiência com a publicidade dentro e fora do Facebook. Também sabemos que há mais trabalho a ser feito e estamos sempre considerando os seus comentários no intuito de aperfeiçoar a publicidade para todos.

Assets
Link para o vídeo: AdPreferences