Por Bill Slattery, eCrime Manager

Na semana passada, Heidi Shin escreveu sobre como proteger sua conta. Além de descobrir quais ferramentas o Facebook oferece, a dúvida mais frequente é entender como detectar uma fraude e denunciá-la.

Como se sabe, fraudes podem acontecer em qualquer lugar e em qualquer momento. Pessoas estranhas podem prometer acordos bons demais para serem verdade na forma de um e-mail ou ao abordar as pessoas no meio da rua. Gerencio o time de crimes eletrônicos do Facebook, e um de nossos trabalhos é investigar e remover fraudes na plataforma. Usamos uma combinação de sistemas automatizados para ajudar a detectar fraudes antes que você as veja.

A primeira coisa que eu digo às pessoas é para denunciar qualquer coisa que possa parecer suspeita, ou que pareça boa demais para ser verdade. Temos mais informações sobre como denunciar fraudes nesse link: https://www.facebook.com/help/reportlinks.

    • Para denunciar uma publicação:
      • Clique no canto superior direito da postagem
      • Clique em Denunciar publicação ou Denunciar foto
      • Selecione a opção que melhor descreva o problema e siga as instruções na tela
    • Para denunciar um perfil:
      • Vá para o perfil que deseja denunciar
      • No canto inferior direito da foto da capa, clique e selecione Denunciar
      • Siga as instruções na tela

Quando alguma coisa é denunciada no Facebook, nós analisamos e removemos qualquer coisa que não esteja nos Padrões de Comunidade da plataforma. O nome e outras informações pessoais de quem fizer a denúncia serão sempre mantidas em sigilo.

Fraudes no Facebook normalmente começam com golpistas criando contas falsas ou invadindo contas ou páginas que você curtiu. As contas falsas geralmente assumem a identidade de figuras públicas, políticos, membros das forças armadas ou pessoas em quem você confia. Fraudadores utilizam essas contas falsas, ou contas comprometidas, para enganar pessoas e ganhar dinheiro ou capturar informações pessoais.

Aqui estão alguns golpes comuns para tomar cuidado:

  • Fraudes de romance: esse tipo de golpista geralmente envia mensagens para pessoas que não conhecem, muitas vezes fingindo ser alguém divorciado, viúvo ou em um casamento passando por dificuldades, com a esperança de se envolver em um relacionamento online com você. As vezes, golpistas podem se apresentar como pessoas em cargos de autoridade ou reconhecimento público. O objetivo deles é criar uma relação de confiança com suas vítimas, tendo como meta receber dinheiro para vôos, vistos ou outras coisas. Nesse caso, as conversas podem acontecer durante semanas antes de um pedido por dinheiro.
  • Fraudes de loteria: frequentemente executados a partir de contas ou páginas que personificam alguém conhecido, ou alguma organização (seja pública ou o próprio Facebook em alguns casos). As mensagens enviadas para as vítimas irão afirmar que elas estão entre os vencedores de uma loteria, e que você pode receber seu dinheiro caso envie uma pequena taxa de adiantamento. O golpista pode solicitar o fornecimento de informações pessoais, como o endereço de moradia ou detalhes bancários.
  • Fraudes de empréstimos: golpistas desse estilo enviam mensagens e deixam postagens oferecendo empréstimos instantâneos a uma taxa de juros baixa, mais uma vez, por uma pequena quantia como adiantamento. Normalmente, utilizam táticas similares às usadas em fraudes de loteria. Para aumentar a legitimidade das ofertas, os golpistas às vezes se passarão por instituições do governo ou autoridades.

Para se proteger contra fraudes, esteja sempre atento para os seguintes casos:

  • Pessoas que você não conhece pessoalmente pedindo dinheiro
  • Pessoas que lhe pedem taxas antecipadas para receber um empréstimo ou prêmio
  • Pessoas pedindo para conversar em outros ambientes que não o Facebook (normalmente outro serviço de mensagens)
  • Pessoas que se colocam como um amigo ou um parente em caso de emergência
    • Nessas situações é sempre melhor tentar entrar em contato com a pessoa por outro meio, antes de responder a mensagem
  • Mensagens ou publicações com erros ortográficos e gramaticais
  • Pessoas ou páginas que afirmam representar grandes empresas ou organizações, mas sem ter uma verificação
  • Mensagens de pessoas ou páginas que se apresentam como figuras públicas, mas sem ter uma verificação
  • Pessoas ou contas que direcionem você para uma página e reivindicam algum tipo de prêmio

Essas orientações ajudam a tomar as decisões certas em diferentes cenários de perigo. Para saber mais sobre como tomar medidas preventivas para ajudar a proteger sua conta no Facebook, eu encorajo você a visitar: https://www.facebook.com/help/213481848684090.