Por David Baser, Diretor de Gerenciamento de Produtos

Na semana passada, Mark Zuckerberg testemunhou no Congresso dos Estados Unidos. Ele respondeu a mais de 500 perguntas e prometeu sanar as outras cerca de 40 que ele não pôde responder no momento. Estamos encaminhando-as para o Congresso, mas também queremos aproveitar a oportunidade para explicar mais sobre as informações que recebemos de outros sites e aplicativo, como usamos esses dados e os controles que você tem sobre eles. Lidero uma equipe focada em privacidade e uso de dados, incluindo a conformidade com a Regulação Geral de Proteção de Dados na União Europeia (GDPR) e as ferramentas que as pessoas podem usar para controlar e baixar suas informações.

Quando o Facebook obtém dados sobre pessoas de outros sites e aplicativos?

Muitos sites e aplicativos usam os serviços do Facebook para tornar seus conteúdos e anúncios mais atraentes e relevantes. Esses serviços incluem:

  • Plug-ins sociais, como nossos botões de Curtir e Compartilhar, que tornam outros sites mais sociais e ajudam você a compartilhar conteúdo no Facebook;
  • Facebook Login, que permite usar sua conta do Facebook para entrar em outro site ou aplicativo;
  • Facebook Analytics, que ajuda sites e aplicativos a entender melhor como as pessoas usam seus serviços; e
  • Anúncios do Facebook e Ferramentas de Mensuração, que permitem que sites e aplicativos exibam anúncios de anunciantes do Facebook, exibam seus próprios anúncios no Facebook ou em outro lugar e compreendam a eficácia de seus anúncios.

Quando você visita um site ou um aplicativo que usa nossos serviços, recebemos informações mesmo que você tenha feito logout da plataforma, ou não tenha uma conta no Facebook. Isso ocorre porque outros aplicativos e sites não sabem quem está usando o Facebook.

Muitas empresas oferecem esses tipos de serviços, e assim como o Facebook, também obtêm informações dos aplicativos e sites que os utilizam. O Twitter, o Pinterest e o LinkedIn têm botões de Curtir e Compartilhar similares para ajudar as pessoas a compartilharem conteúdo em seus serviços. O Google tem um serviço popular de análise. E a Amazon, o Google e o Twitter oferecem recursos de login. Essas empresas – e muitas outras – também oferecem serviços de publicidade. Na verdade, a maioria dos sites e aplicativos envia as mesmas informações para várias empresas a cada vez que você as acessa.

Que tipo de dados o Facebook obtém desses sites e aplicativos?

Aplicativos e sites que usam nossos serviços, como o botão Curtir ou o Facebook Analytics, nos enviam informações para melhorar seu conteúdo e anúncios. Para entender melhor como isso acontece é importante saber como a maioria dos sites e aplicativos funciona. Usarei sites como exemplo, mas isso normalmente se aplica aos aplicativos também.

Quando você visita um site, seu navegador (como Chrome, Safari ou Firefox) envia uma solicitação ao servidor do site. O navegador compartilha seu endereço IP para que o site saiba onde, na internet, enviar o conteúdo do site. O site também recebe informações sobre o navegador e o sistema operacional (Android ou Windows, por exemplo) que você está usando, porque nem todos os navegadores e dispositivos suportam os mesmos recursos. Também obtém cookies, que são identificadores que os sites usam para saber se você já os visitou antes. Isso pode ajudar em algumas situações, como salvar itens no carrinho de compras em uma loja virtual.

Um site geralmente envia duas coisas de volta para o seu navegador: primeiro, o conteúdo do site; e segundo, instruções para que o navegador envie sua solicitação para as outras empresas que fornecem conteúdo ou serviços no site. Então, quando um site usa um de nossos serviços, seu navegador envia os mesmos tipos de informações para o Facebook que o site recebe. Também obtemos informações sobre qual site ou aplicativo você está usando, o que é necessário para saber quando fornecer nossas ferramentas.

Isso acontece para qualquer serviço que o site esteja usando. Por exemplo, quando você vê um vídeo do YouTube em um site que não é o YouTube, ele diz ao seu navegador para solicitar o vídeo do YouTube. O YouTube então envia para você.

Como o Facebook usa os dados que recebe de outros sites e aplicativos?

Nossa política de privacidade explica em detalhes o que fazemos com as informações que recebemos – e acabamos de atualizar a política para facilitar a leitura. Existem três maneiras principais de o Facebook usar as informações que obtém de outros sites e aplicativos: fornecer nossos serviços para esses sites ou aplicativos; melhorar a segurança e proteção no Facebook; e aprimorar nossos produtos e serviços. Compartilharei um pouco mais sobre cada uma delas, mas primeiro quero deixar claro: não vendemos dados de pessoas, e ponto.

Fornecendo nossos serviços

  • Plugins sociais e Facebook Login. Usamos seu endereço IP, informações do navegador / sistema operacional e o endereço do website ou do aplicativo que você está usando para que esses recursos funcionem. Por exemplo, saber o seu endereço IP nos permite enviar o botão Curtir para o seu navegador e nos ajuda a mostrá-lo em seu idioma. Os cookies e os identificadores de dispositivo nos ajudam a determinar se você está conectado, o que facilita o compartilhamento de conteúdo ou o uso do Facebook para fazer login em outro aplicativo.
  • Facebook Analytics. O Facebook Analytics fornece a sites e aplicativos dados sobre como eles são usados. Os endereços IP nos ajudam a listar os países em que as pessoas estão usando um aplicativo. As informações do navegador e do sistema operacional nos permite fornecer aos desenvolvedores informações sobre as plataformas que as pessoas usam para acessar seus aplicativos. Cookies e outros identificadores nos ajudam a contar o número de visitantes únicos. Os cookies também nos ajudam a reconhecer quais visitantes são usuários do Facebook, para que possamos fornecer informações demográficas agregadas, como idade e sexo, sobre as pessoas que usam o aplicativo.
  • Publicidade. O Facebook Audience Network permite que outros sites e aplicativos exibam publicidade de anunciantes do Facebook. Quando recebemos uma solicitação para exibir um anúncio do Audience Network, precisamos saber para onde enviá-lo e qual o navegador e o sistema operacional que a pessoa está usando. Cookies e identificadores de dispositivos nos ajudam a determinar se a pessoa usa o Facebook. Se sim, poderemos usar o fato de que elas visitaram o site ou o aplicativo de uma empresa para mostrar a elas um anúncio dessa empresa – ou similar – no Facebook. Se não, podemos mostrar um anúncio incentivando-a a se inscrever no Facebook.
  • Medição de anúncios. Um anunciante pode optar por adicionar o Pixel do Facebook, algum código de computador, ao seu site. Isso nos permite fornecer estatísticas aos anunciantes sobre quantas pessoas estão respondendo a seus anúncios – mesmo que tenham visualizado o anúncio em um dispositivo diferente – sem que compartilhemos as informações pessoais de alguém.

Mantendo suas informações seguras

Também usamos as informações que recebemos de websites e aplicativos para ajudar a proteger a segurança do Facebook. Por exemplo, receber dados sobre os sites que um determinado navegador visitou pode nos ajudar a identificar os maus atores. Se alguém tentar fazer login na sua conta usando um endereço IP de um país diferente, poderemos fazer algumas perguntas para confirmar sua identidade. Ou, se um navegador visitou centenas de sites nos últimos cinco minutos, isso é um sinal de que o dispositivo pode ser um bot. Pediremos que provem que são uma pessoa real, completando verificações de segurança adicionais.

Melhorando nossos produtos e serviços

As informações que recebemos também nos ajudam a melhorar o conteúdo e os anúncios que exibimos no Facebook. Por isso, se visitar muitos sites de esportes que utilizam os nossos serviços, poderá ver histórias relacionadas a esportes com mais destaque no seu Feed de Notícias. Se você visitou sites de viagens, poderemos mostrar anúncios de hotéis e de aluguel de carros.

Quais controles eu tenho?
Como Mark disse na semana passada, acreditamos que todos merecem bons controles de privacidade. Exigimos que os websites e apps que usam nossas ferramentas informem que estão coletando e compartilhando suas informações conosco e obtendo sua permissão para isso.

Oferecemos vários controles sobre como esses dados são usados para fornecer conteúdo e anúncios mais relevantes:

  • As preferências do Feed de Notícias permitem escolher o conteúdo que você vê primeiro e ocultar o conteúdo que você não deseja ver no seu feed. Você também pode ver seu Feed de Notícias em ordem cronológica em vez de ser classificado pelo que o Facebook prevê que você pode estar mais interessado.
  • As preferências de anúncios mostram os anunciantes cujos anúncios você visualiza porque visitou os sites ou aplicativos deles. Você pode remover qualquer um desses anunciantes para deixar de ver seus anúncios.
    • Além disso, você pode desativar completamente esses tipos de anúncio, para que nunca veja anúncios no Facebook com base nas informações que recebemos de outros websites e aplicativos.
    • Por fim, se você não quiser que usemos seus interesses no Facebook para exibir anúncios em outros websites e aplicativos, também há um controle para isso.

Quer se trate de informações de aplicativos e sites, ou informações que você compartilha com outras pessoas no Facebook, queremos colocá-lo no controle – e ser transparente sobre quais informações o Facebook têm e como elas são usadas. Continuaremos trabalhando para tornar isso mais fácil.

‘Questões complexas’ são uma série do Facebook que aborda o impacto de nossos produtos na sociedade.