Por Erin Egan, vice-presidente de Privacidade

As últimas semanas deixaram claro que as pessoas querem mais informações sobre como o Facebook funciona e os controles que elas têm sobre suas informações. E hoje, na F8, estamos compartilhando alguns dos primeiros passos que estamos dando para proteger melhor a privacidade das pessoas.

Estamos começando com um recurso que responde a um feedback que ouvimos com frequência de pessoas que usam o Facebook, de especialistas em privacidade e de reguladores: todos devem ter mais informações e controle sobre os dados que o Facebook recebe de outros sites e aplicativos que usam nossos serviços.

Hoje estamos anunciando planos para construir o ‘Clear History’. Esse recurso permitirá que você veja os websites e aplicativos que nos enviam informações quando você os usa, exclua essas informações da sua conta e desative nossa capacidade de armazená-las associadas à sua conta no futuro. Aplicativos e websites que usam recursos como o botão Curtir ou o Facebook Analytics nos enviam informações para melhorar seu conteúdo e anúncios. Nós também usamos essas informações para melhorar sua experiência no Facebook.

Se você limpar seu histórico ou usar a nova configuração, removeremos as informações de identificação para que um histórico dos websites e apps que você usou não seja associado à sua conta. Ainda forneceremos aos aplicativos e websites análises agregadas – por exemplo, podemos criar relatórios quando enviarmos essas informações para que possamos dizer ao desenvolvedor se os aplicativos deles são mais populares entre homens ou mulheres em determinada faixa etária. Podemos fazer isso sem armazenar as informações de maneira associada à sua conta e, como sempre, não informamos aos anunciantes quem você é.

Levará alguns meses para construir o ‘Clear History’. Trabalharemos com especialistas em privacidade, acadêmicos, formuladores de políticas públicas e reguladores para obter informações sobre nossa abordagem, incluindo como planejamos remover informações de identificação e sobre os raros casos em que precisamos de informações para fins de segurança. Nós já começamos uma série de mesas-redondas em cidades ao redor do mundo, e ouvimos demandas específicas por controles como esses em uma sessão que realizamos em nossa sede há duas semanas. E estamos ansiosos para fazer mais.