Por John Hegeman, Líder do Feed de Notícias

Nos últimos dois anos, temos trabalhado intensamente para reduzir a propagação de notícias falsas no Facebook através de uma combinação entre tecnologia e revisão feita por pessoas. E temos alguns anúncios relacionados a esse trabalho.

Vídeo “Facing Facts”
Para comunicar mais claramente nosso trabalho, estamos lançando o “Facing Facts,” um curta-metragem sobre como nossos times estão trabalhando no combate contra a desinformação. Para a elaboração do vídeo, o diretor Morgan Neville passou um tempo com integrantes da equipe do Feed de Notícias para revelar como estamos tratando esse assunto complexo e unindo forças contra a desinformação.

Campanhas de educação
Como o filme reforça, a desinformação tem muitas nuances e é um problema complicado que estamos combatendo sob diversos ângulos. Com base em trabalhos anteriores, também estamos lançando campanhas de news literacy no próprio Feed de Notícias, fornecendo dicas para as pessoas identificarem notícias falsas e terem mais informações sobre as ações que estamos tomando. No Brasil, a campanha aconteceu em maio e também incluiu anúncios em grandes jornais e revistas.

Mensurando a desinformação com apoio de acadêmicos
Por último, mensurar o avanço do nosso combate contra a desinformação é desafiador, mas muito importante. Em abril, o Facebook anunciou uma nova iniciativa para ajudar na elaboração de pesquisas independentes sobre o papel das redes sociais nas eleições, assim como na democracia de forma mais ampla. Nas próximas semanas, essa comissão pedirá o envio de propostas de trabalho relacionadas ao tema. A comissão irá, então, elaborar um processo de revisão das propostas para selecionar quais acadêmicos receberão financiamento para suas pesquisas e também acesso a algumas informações do Facebook. Além de aumentar a transparência sobre o que estamos fazendo, isso ajudará a medir nosso progresso na luta contra a desinformação ao longo do tempo.

Você pode ler mais sobre nossa estratégia para combater notícias falsas em um post da série Questões Complexas que publicamos recentemente.