fb-hero-image-001

Por Ime Archibong, vice-presidente de Parcerias de Produtos

Ontem, fomos acusados de fornecer mensagens privadas das pessoas a parceiros sem o conhecimento delas. Isso não é verdade e gostaríamos de fornecer mais informações sobre nossas parcerias de mensagens.

Nós trabalhamos em estreita colaboração com quatro parceiros para integrar recursos de mensagens em seus produtos, para que as pessoas pudessem enviar mensagens para seus amigos no Facebook, mas somente se optassem por usar o Login do Facebook. Essas experiências são comuns na nossa indústria – pense na assistente pessoal Alexa lendo seu e-mail em voz alta ou em ler seu email no aplicativo de correio eletrônico da Apple.

As pessoas poderiam enviar mensagens aos seus amigos sobre o que estavam ouvindo no Spotify ou assistindo no Netflix, compartilhar pastas no Dropbox ou receber recibos de transferência de dinheiro por meio do aplicativo do Royal Bank of Canada. Essas experiências foram discutidas publicamente. E eram claras para os usuários e só estavam disponíveis quando as pessoas faziam login nesses serviços com o Facebook. No entanto, elas eram funcionalidades experimentais e já não estão disponíveis há quase três anos.

Por que os parceiros de mensagens podiam ler/escrever/excluir mensagens?
Esse foi o ponto desta funcionalidade – para os parceiros de mensagens mencionados acima, trabalhamos juntos para criar integrações de mensagens em seus aplicativos que permitissem que as pessoas pudessem enviar mensagens aos seus amigos no Facebook.

Especificamente, tornamos possível que as pessoas enviassem mensagens para seus amigos sobre a música que estavam ouvindo no Spotify ou o que estavam assistindo no Netflix diretamente dos aplicativos do Spotify ou Netflix (como nas capturas de tela abaixo), para enviar links para pastas do Dropbox (como um álbum de fotografias) a partir do aplicativo Dropbox, e encaminhar recibos de transferência de dinheiro através do aplicativo do Royal Bank of Canada.

Para que você pudesse escrever uma mensagem para um amigo do Facebook no Spotify, por exemplo, precisamos dar ao Spotify “acesso para escrever”. Para que você pudesse ler as respostas para essas mensagens, precisamos que o Spotify tivesse “acesso de leitura”. “Excluir acesso” significava que, se você excluísse uma mensagem no Spotify, ela também seria excluída no Facebook. Nenhum terceiro estava lendo suas mensagens privadas ou escrevendo mensagens para seus amigos sem sua permissão. Muitas notícias sugerem que estávamos entregando mensagens privadas para parceiros, o que não é correto.

Essas parcerias foram acordadas por meio de extensas negociações e documentações, detalhando como o terceiro usaria a interface de programação (API) e quais dados poderia ou não acessar.

Sample-1Exemplo de com o as pessoas podiam enviar uma mensagem recomendando uma música.

Sample-2Exemplo de como as pessoas podiam enviar mensagens a seus amigos de Facebook, na Netflix, a recomendação de um seriado ou filme.

Para saber mais sobre estas parcerias, consulte o blog post de ontem de Konstantinos Papamiltiadis, Diretor de Desenvolvimento de Programas e Plataformas para Desenvolvedores do Facebook.